Tenha uma relação melhor com ela

Você tem dificuldades para lidar com a matemática? Você não está sozinho: apontada como a vilã por muitas pessoas, a matemática é indispensável nas nossas vidas.

Logo no começo da vida escolar as crianças são apresentadas à matemática e desenvolvem suas habilidades. Algumas têm mais facilidade para aprender essa matéria, outras, não.

O problema é que muitas pessoas acreditam que, se não são imediatamente boas em algo, então isso não é para elas. Essa noção está errada: para adquirir qualquer conhecimento é preciso que haja mais do que um dom, mas disposição, empenho e dedicação.

Acreditar que por não cursar nenhum curso da área de exatas deixará você livre da matemática é mero engano. Todas as áreas lidam com números, em maior ou menor escala.

Saber o mínimo sobre matemática é muito importante, não apenas no mercado de trabalho mas também na vida: saber conferir o troco, calcular porcentagens de juros e multiplicações ajuda muito no dia a dia.

É mais difícil ser enganado ou cair em golpes quando se entende do assunto e sabe, mais ou menos, qual será o resultado das contas.

A matemática pode ser complicada mesmo, mas a forma como as pessoas encaram essa matéria pode fazer com que elas não busquem aprender mais, ou pior, tenham medo de fazer simples contas e preferem recorrer à calculadoras.

Saiba, no entanto, que mudar a forma como você a encara pode ajudar você. Uma visão mais otimista faz toda a diferença e a vontade de aprender já é metade do caminho.

Manter uma atitude positiva em relação à matemática é tão importante quanto a contribuição do QI. A postura otimista está ligada a uma melhor performance do hipocampo, importante centro de memória do cérebro, durante a resolução de problemas aritméticos.

Uma atitude positiva é um grande passo para se dar bem, mas não é uma garantia. Isso também depende de outros fatores: seus estudos e sua dedicação não devem ser deixados de lado.

Reforços positivos, como comemorar quando você resolve uma conta de cabeça, ajuda o seu cérebro a entender que você fez um bom trabalho e pode repeti-lo mais vezes.

É preciso que as escolas busquem novas formas de apresentar o mundo dos números às crianças, incentivando-as a aprender e a buscar fazer os cálculos de cabeça, afinal, essa atitude mantém o cérebro sempre ativo, jovem e saudável.

Procure se sentir otimista em relação à matemática e colha os frutos dos seus estudos. Boa sorte e bons estudos!

agencia